GarantiParaíba assina convênio com SICOOB LITORAL PARAIBANO

Representantes da Garantiparaíba e do Sicoob Litoral Paraibano assinam termo de cooperação

Representantes da Garantiparaíba e do Sicoob Litoral Paraibano assinam termo de cooperação

Sociedade de garantias de crédito (SGC) com sede em Campina Grande poderá expandir seus negócios para João Pessoa e outros 21 municípios no segundo semestre. Foco das operações com o novo parceiro financeiro serão os microempreendedores individuais (MEI)

As cartas de aval da Garantiparaíba serão utilizadas pelo Sicoob Litoral Paraibano para garantir operações de crédito com os MEI. Esse segmento econômico vem crescendo de forma acelerada no estado. Nos últimos 12 meses, houve um crescimento de aproximadamente 23%. Dados da Secretaria da Receita Federal do Brasil (SRFB) indicam que 66% dos mais de 127 mil pequenos negócios da Paraíba estão inscritos como MEI.

Segundo Luciana Madruga, diretora executiva do Sicoob Litoral, haverá uma grande demanda pelos serviços da SGC a partir do momento em que a cooperativa de crédito começar a operar com os MEI. “100% das linhas de crédito para MEI serão operacionalizadas com a Garantiparaíba. Essa orientação foi dada pelo presidente do Conselho Deliberativo da nossa cooperativa de crédito”, afirma.

O Sicoob Litoral participou, recentemente, da Semana do Microempreendedor Individual organizada pelo Sebrae/PB. “A oferta de crédito para esse público faz parte da estratégia de pulverizar o crédito e diminuir o risco de nossas operações”, explica Luciana.

Parceria recente, mas promissora

O termo de cooperação entre a Garantiparaíba e o Sicoob Litoral foi assinado no final de abril (28), por ocasião da primeira assembleia geral da cooperativa de crédito. “Essa parceria será de fundamental importância para o acesso dos pequenos negócios ao crédito saudável”, aposta Luiz Carlos Ferreira de Lima, gerente executivo da SGC.

Atualmente, o Sicoob Litoral adota a taxa de juros de 2,5% a.m. para as operações de capital de giro com pessoa jurídica, mediante apresentação de garantias reais pelos cooperados. Esse percentual será reduzido quando a cooperativa de crédito começar a usar as cartas de garantias da SGC. “Ainda não definimos a taxa que será praticada, mas será menor que a atual”, garante a diretora executiva.

O convênio firmado entre as duas instituições prevê que as cartas de garantias da SGC cobrirão até 70% do valor das linhas de crédito para capital de giro e o limite máximo de 80% do valor contratado para financiamentos de investimento fixo.

De acordo com Luciana Madruga, a parceria com a garantidora de crédito será implementada até o final do primeiro semestre. “As cartas de garantias são imprescindíveis para os pequenos terem acesso ao crédito. Desse modo, a parceria com a Garantiparaíba será um casamento perfeito”, projeta Luciana.

Sobre o Sicoob Litoral

Inaugurado em 25 de novembro de 2015, as operações do Sicoob Litoral Paraibano começaram no final do ano passado. A área de atuação da cooperativa de crédito abrange a capital João Pessoa e outros 21 municípios no estado.

A sua criação partiu do protagonismo de Eronaldo Maia, presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas de João Pessoa (CDL), que também preside o Conselho Deliberativo da cooperativa de crédito e outras entidades de classe. O empresário Guilherme Coutinho, do setor de construção e incorporação imobiliária, ocupa o cargo de conselheiro administrativo e diretor-presidente da instituição.

O Sicoob Litoral possui 400 cooperados, sendo que 30% é formado por pessoas jurídicas. Em menos de cinco meses de funcionamento, a carteira de crédito já  superou a marca de R$ 3 milhões. “Superamos as metas de número de associados e de volume de crédito que traçamos para o primeiro semestre”, comemora Luciana Madruga.

Portal das SGC, Ronaldo de Moura
Matéria produzida em 13 de maio de 2016.

GarantiParaíba assinará convênio com o Sicoob Litoral

GarantiParaíba, Sicoob Litoral e Sebrae/PB criam soluções para promover o acesso dos pequenos negócios ao crédito

GarantiParaíba, Sicoob Litoral e Sebrae/PB criam soluções para promover o acesso dos pequenos negócios ao crédito

Novo parceiro financeiro possibilitará que a sociedade de garantia de crédito (SGC) atenda micro e pequenas empresas de João Pessoa e outras cidades litorâneas do estado

A GarantiParaíba deve assinar, na segunda quinzena de dezembro, convênio de cooperação com o Sicoob Litoral. A nova cooperativa de crédito foi inaugurada no dia 25 de novembro e atenderá a capital e mais 19 cidades na região de João Pessoa (vide relação abaixo).

No início de dezembro, Luiz Carlos Ferreira apresentou os serviços e produtos da SGC paraibana para dirigentes, associados e parceiros do Sicoob Litoral durante café da manhã realizado na sede do Sesc, em Cabo Branco. “Essa apresentação foi muito importante porque abre as portas dos pequenos negócios para a GarantiParaíba”, esclareceu o gerente executivo.

Ele considera que as perspectivas de a parceria com o Sicoob Litoral prosperar são grandes. “Trata-se de uma oportunidade especial de a GarantiParaíba ampliar sua atuação no estado”, projeta Luiz Carlos. A sede da SGC está localizada em Campina Grande, região central da Paraíba, e até o momento não fora realizadas operações com micro e pequenas empresas da capital.

Além do gerente executivo, o coordenador de Desenvolvimento Local de Campina Grande, Rosalvo Menezes, também participou do café da manhã organizado pela cooperativa de crédito como representante do presidente da SGC, Luiz Alberto Leite. O Siccob Litoral foi representado no evento pelo presidente e vice-presidente do Conselho de Administração, Ronaldo Maia e Gilson Frade; pelo presidente executivo Guilherme Coutinho; e pela gerente executiva Luciana Madruga.

A gerente da Unidade de Atendimento Individual (UAI), Márcia Timótheo, e o consultor do Sebrae Paraíba Rafael Bernardino também participaram da atividade promovida pelo Sicoob Litoral.

Serviço

Confira a relação das cidades que compõem a área de atuação do Sicoob Litoral.

-Alhandra
-Baia da Traição
-Bayeux
-Caaporâ
-Cabedelo
-Capim
-Conde
-Cruz do Espirito Santo
-Cuité de Mamanguape
-Curral de Cima
-Jacaraú
-João Pessoa
-Lucena
-Mamanguape
-Marcação
-Mataraca
-Pedras de Fogo
-Pedro Regis
-Pitimbu
-Rio Tinto
-Santa Rita

Portal das SGC, Ronaldo de Moura

Matéria produzida em 10 de novembro de 2015.

GarantiParaíba amplia parcerias com sistema cooperativista

IMG_20151022_161220386Sociedade de garantias de crédito (SGC) paraibana conquista mais um parceiro financeiro para aumentar o volume dos serviços financeiros para os pequenos negócios do estado. Presidente da SGC, Luiz Alberto Leite, defende a possiblidade de transferir recursos do fundo de risco local para as cooperativas de crédito que atuam na Paraíba

A GarantiParaiba formalizará convênio com o Sicoob Espinharas no dia 18 de novembro durante a posse da diretoria da Associação Comercial de Patos. Os detalhes do termo de cooperação foram discutidos na reunião entre o diretor executivo da SGC, Luiz Carlos Ferreira de Lima, e o presidente do Conselho de Administração da cooperativa de crédito, Bivar Rufino de Lucena, no final da primeira quinzena de outubro.

O consultor Rosalvo de Menezes Filho do Sebrae na Paraíba e o gerente executivo do Sicoob Espinharas, Gilvando Bezerra, também participaram da discussão. A GarantiParaíba deverá garantir 70% das linhas de crédito para capital de giro e até 80% para investimento puro e misto. As taxas de juros ainda serão negociadas com a cooperativa de crédito.

O Sicoob Espinharas foi inaugurado no dia 14 de setembro desse ano e já possui 200 associados. Com sede em Patos, a sua área de atuação abrange algo em torno de 60 a 70 municípios do sertão paraibano. “Ficou acertado que o parceiro nos indicará alguns associados, que poderão ser os primeiros beneficiados pelas nossas cartas de garantias no município. Vamos divulgar os resultados dessas visitas no dia da assinatura do convênio”, adianta Luiz Carlos.

Atualmente, as cartas de garantias da GarantiParaíba são reconhecidas pelo Sicoob CGCRED e pela Unicred Centro Paraibana, ambas de Campina Grande. O principal parceiro financeiro é o Siccob, que responde por quase 80% das operações de crédito para os associados da SGC. A sociedade garantidora também possui convênio com a Unicred Alto Sertão, com sede na cidade de Souza. Contudo, a parceria com esta cooperativa de crédito ainda não saiu do papel.

Ampliar as parcerias

Além do Sicoob Espinharas, a GarantiParaíba poderá ganhar um novo parceiro financeiro em novembro, quando será inaugurado o Sicoob Litoral, em João Pessoa. “Na semana passada participamos de uma capacitação ofertada pelo Sebrae sobre análise de crédito e abrimos um canal de discussão com o presidente do Conselho Administrativo Guilherme de Souza e com a diretora executiva Luciana Madruga. Creio que há boas possibilidades de avançarmos na direção de um novo convênio com essa instituição”, projeta Luiz Carlos.

O presidente da GarantiParaíba, Luiz Alberto Leite, acredita que as parcerias com as centrais da Unicred e do Sicoob na Paraíba darão um salto quantitativo e qualitativo a partir do momento em que o Sebrae Nacional autorizar a transferência dos recursos dos fundo de risco local da SGC para os parceiros financeiros da Rede Nacional de Garantias. “Não faz sentido manter depósitos em instituições financeiras que não reconhecem as nossas cartas de garantias. Precisamos começar a trabalho com o princípio da reciprocidade”, defende Luiz Alberto.

Portal das SGC, Ronaldo de Moura

Matéria produzida em 29 de outubro de 2015

Oficina em Campina Grande define os rumos da Rede de Garantias

Cerca de 30 dirigentes e executivos das SGC em operação em seis estados debateram questões operacionais para fortalecer o sistema de garantias no pais

Cerca de 30 dirigentes e executivos das SGC em operação em seis estados debateram questões operacionais para fortalecer o sistema de garantias no pais

Dirigentes das SGC se reúnem na Paraíba para fazer um balanço de suas operações e discutir os próximos passos para a consolidação do sistema de garantias. O superintende do Sebrae local participou da abertura do evento e destacou a importância do crédito para fortalecer os pequenos negócios no Nordeste e no Brasil

O Sebrae Nacional divulgou durante a segunda oficina trimestral da Rede Nacional de Garantias, que aconteceu nesta quinta-feira (25/6), em Campina Grande (PB), uma pesquisa com 459 associados das 11 sociedades de garantia de crédito (SGC) em operação no país. 92% dos empresários afirmaram estar satisfeitos e muito satisfeitos com os serviços prestados pelas SGC.

A grande maioria (93%) dos entrevistados garantiu que se sente confortável para indicar as cartas de garantias das SGC para outros empresários. “Esses dados abrem uma importante janela de oportunidades, revelam um extraordinário potencial de crescimento e mostram que estamos no caminho certo”, avalia Paulo Alvim, gerente de Acesso a Mercado e Serviços Financeiros (UAMSF) do Sebrae Nacional.

Outra boa notícia apresentada aos participantes da reunião foi a decisão da Diretoria Executiva do Sebrae Nacional de renovar o compromisso com o projeto nacional de apoio às SGC. “Já havia recursos previstos para os próximos dois anos. Agora o apoio técnico e financeiro foi prorrogado até 2019”, anunciou Paulo Alvim.

O gestor do Sebrae Nacional aproveitou para divulgar a nova estratégia de alocação de recursos para o projeto: “Vamos aumentar o apoio financeiro para as novas iniciativas e, gradualmente, diminuir o financiamento do custeio das SGC em operação”. Ele também reafirmou o compromisso de fortalecer os fundos garantidores das sociedades garantidoras, pois essa medida é importante para a consolidação do sistema de garantias mútuas brasileiro.

A possibilidade de as SGC poderem transferir os recursos dos fundos garantidores que contam com aportes financeiros do Sebrae Nacional completou o pacote de boas notícias transmitidas aos dirigentes das SGC. “Já fizemos uma consulta ao nosso jurídico. Se houver sinalização positiva, será possível migrar esses recursos para bancos privados ou para cooperativas de crédito”, garantiu Paulo Alvim.

Uniformizar procedimentos

A oficina de Campina Grande serviu para discutir questões de ordem operacional das SGC. A empresa responsável pelo desenvolvimento do software de operações e a auditoria independente que vem analisando os registros contábeis das sociedades garantidoras apresentaram seus relatórios durante a reunião.

Esses dados geraram um debate que apontou para a necessidade da uniformização dos padrões de operação da Rede Nacional de Garantias. Os dirigentes das SGC reforçaram o entendimento de que essas medidas são fundamentais para transmitir segurança aos associados e aos parceiros financeiros.

Os participantes da reunião também apoiaram a iniciativa do Sebrae Nacional de promover uma série de workshops para capacitar os conselheiros das SGC. “Essa ação é extremamente importante para nos adequarmos à futura condição de cooperativas de garantia de crédito”, parabenizou Angelo Mestriner, presidente da Garantiserra.

Os conselheiros da SGC gaúcha foram capacitados no final da primeira quinzena de junho. A partir da aprovação desse projeto piloto, os integrantes dos Conselhos Fiscal e de Administração das outras 10 SGC em operação serão capacitados ao longo do segundo semestre desse ano.

Agenda das SGC

Além dos próximos workshops, os dirigentes da Rede Nacional de Garantias deverão participar de outros eventos para o fortalecimento do sistema de garantias no país. Em julho, a Missão Itália organizada pelo Sebrae Nacional visitará os Confidi de várias regiões italianas e se reunirá com representantes da Banca d’Italia. O banco central brasileiro (Bacen) também deverá participar deste encontro.

Já em setembro uma comitiva brasileira comparecerá ao Fórum IIberoamericano de Sistemas de Garantias e Financiamento de Micro e Pequenas Empresas, que anualmente é promovido pela Rede Iberoamericana de Garantias (Regar). Nesse mês o Sebrae de Santa Catarina sediará a terceira oficina trimestral da Rede de Garantias.

Para fechar o ano haverá dois outros encontros de especial importância. O primeiro será a edição anual do Fórum de Inclusão Financeira do Bacen, em Brasília. Na sequência o Sebrae no Paraná organizará um seminário em Curitiba para discutir os fundos de segundo piso, com a participação de especialistas de vários países.

Participação especial

A oficina de Campina Grande reuniu cerca de 30 dirigentes e executivos das sociedades de garantia de crédito (SGC) em operação no país e contou com a presença de uma delegação de São Paulo, que desde o final do ano passado trabalha para criar a primeira sociedade garantidora no estado.

Os participantes da reunião foram recepcionados pelo superintendente do Sebrae na Paraíba, Walter Aguiar, que destacou a necessidade de fomentar o crédito e fortalecer os pequenos negócios para a retomada do caminho de desenvolvimento com distribuição de renda e riqueza. “O crédito será fundamental para sairmos mais rápido do atual quadro de dificuldades econômicas do país”, defendeu.

O dirigente aproveitou para anunciar um convênio do Sebrae com o governo estadual, que poderá contribuir para alavancar as operações da GarantiParaíba. “Vamos capacitar os gestores do Empreender e os beneficiários deste programa, que compõem o público alvo da SGC”, afirmou Walter Aguiar. Ele apresentou, ainda, as ações do Sebrae local para apoiar o cooperativismo no estado.

Avaliação final

Os dirigentes das SGC que participaram da oficina de Campina Grande comemoraram os resultados das discussões. “Cada evento da Rede Nacional de Garantias amplia nosso conhecimento, fortalece nossa relação com o Sebrae e contribui para consolidar o sistema de garantias no país”, afirmou Sérgio Perondi, presidente da Garanteoeste/SC.

O presidente da GarantiParanaíba, Daniel Resende, destacou a importância da troca de experiência e o relato das boas práticas. Ele definiu, ainda, os próximos passos do trabalho da segunda SGC em Minas Gerais. “A operacionalização das cartas de garantias para os pequenos negócios é o nosso principal. Acredito que vamos atingir nossas metas com as parcerias que firmamos na nossa região”, afirmou Daniel.

Portal das SGC, Ronaldo de Moura

Matéria elaborada em 25 de junho de 2015.

Cartas de aval da GarantiParaíba geram carteira de R$ 2 milhões de empréstimos

Luiz Carlos Ferreira apresenta os resultados das operações da GarantiParaíba no primeiro trimestre de 2015

Luiz Carlos Ferreira apresenta os resultados das operações da GarantiParaíba no primeiro trimestre de 2015

Resultados atingidos contribuem para ampliar o acesso ao crédito e para fortalecer os pequenos negócios da região de Campina Grande. Desafio colocado para a sociedade de garantia de crédito (SGC) é ampliar o sistema de garantias mútuas no estado

A Garantiparaíba emitiu 16 cartas de aval no primeiro trimestre de 2015 para seus associados. As garantias complementares no valor de R$ 520 mil propiciaram operações de financiamentos de R$ 690 mil concedidas pelas cooperativas de crédito parceiras da SGC.

Desde a sua criação, os serviços prestados pela SGC alavancaram linhas de crédito no valor de R$ 2 milhões. “A nossa carteira de garantias alcançou a marca de R$ 1,4 milhão. Estamos trabalhando de forma intensa para atingir as metas traçadas e para atender às demandas de crédito rápido e barato das micro e pequenas empresas”, afirma Luiz Carlos Ferreira, gerente executivo da Garantiparaíba.

As cartas de garantias ofertadas pela SGC podem ser utilizadas para se obter empréstimos nas modalidades de capital de giro, investimentos (reformas, construção de novas instalações e desenvolvimento tecnológico) e capacitação de mão de obra. Os juros dessas operações são inferiores às taxas cobradas pelo mercado de crédito da região.

Além de fornecer garantias complementares, a SGC oferece serviços de assessoria técnica, administrativa e financeira para seus associados. A proposta é subsidiar a tomada de decisão dos empresários na perspectiva da sustentabilidade dos pequenos negócios.

Para divulgar esses serviços a GarantiParaíba marcou presença na Semana do Microempreendedor Individual, que aconteceu em abril, na Paraíba. “Fomos procurados por empresários que ainda não conheciam o sistema de garantias mútuas. Nesse sentido, a Semana MEI abriu novas possibilidades de negócios para nossa entidade”, registra Luiz Carlos.

Com sede em Campina Grande, a SGC abrange uma área de 223 municípios no estado. Ela foi criada em 2013 a partir do apoio técnico do Sebrae da Paraíba e da forte articulação com as entidades de representação empresarial da região.

Portal das SGC, Mariana Ávila

Matéria produzida em 30 de abril e editada em 4 de maio.

Publicações

SGC na Paraiba

Onde estamos